Esteja sempre com Deus em seu coração!

Esteja sempre com Deus em seu  coração!

AMADA MARIA

VAMOS EMANAR LUZ E AMOR A GAIA!!

Imaginem que sozinhos somos uma força que cria e emana luz,mas se somos muitos essa emanação é muito maior! Vamos praticar a Unidade em busca de um Planeta melhor e mandarmos não só uma vibração, mas muitas para Gaia! Junte-se a nós! Para isso ,basta somente entrar no blog como seguidor ou se, você já tem uma conta google ou open id . É somente marcarmos a presença no quadro abaixo ,para sabermos as pessoas que estão emanando luz ,e a quantidade emanada!Siga alguns passos que estaremos disponibilizando abaixo. Mãos unidas e começar a trabalhar. Participe faça um pouquinho pela nossa Gaia e você não imagina o quanto estará fazendo de bem para nosso planeta e para vocês mesmos! jjklj.gif (14146 bytes) AJUDE-NOS A LIMPAR A ATMOSFERA TERRESTRE. Se você enviou amor para Gaia hoje e está ajudando na limpeza da Atmosfera Terrestre, se apresente no Mural abaixo querido irmão/a. OBRIGADO!! :) MÉTODO DE ENVIO DE GAIA AMOR MÉTODO UTILIZADO PELO GRUPO-CÍRCULOS Alexiis NOTA - Vemos, irmãos, a ação a ser tomada com toda a força necessária, diariamente, não importa o tempo agora, porque fechamos os olhos e entramos no mundo da imaginação, um lugar onde não há tempo dimensional, e pode ser mais real do que o físico bem conhecido ... Nós encaramos todos os envolvidos juntos em um círculo, unindo as nossas energias de Luz e Amor do 12 em um, como uma consciência de grupo de nós mesmos e nossos eus superiores,-que já estamos cientes deste cada unidade de energia-este Luz unificada e Amor ... a inalar ... exalar e do nosso coração ... com vista no centro de Gaia ... com esta unificada coração Um sopro ... e depois ... também, uma forma mais dirigida à consciência da humanidade, com a mesma intenção, e, portanto, repetido seis respirações coração de Gaia, e outro seis respirações expandiu-se para a consciência da humanidade. E depois entramos numa meditação livre ... onde todos nós estamos na Nova Terra que já está criado ... vivendo com alegria absoluta que sabemos sobre o nosso grupo, todos os grupos, e toda a humanidade que vibra neste estado de consciência existe lá ... Esta é a base para todas as atividades também na unidade total, é no grupo que é cada um / a, nós visualizamos todos os grupos dentro de um círculo maior ou esfera em equilíbrio total, onde somos um com a mesma intenção de ajudar Gaia e toda a humanidade. CERIMÔNIA dia fazendo - disse, sentindo e sendo o folowing ... 1 .- I, da guarda / na do pilar da minha própria luz, ativo, neste lugar na Terra, a energia da luz, o maior bem de nossa querida Mãe Terra e toda a humanidade. 2 .- I, da guarda / na coluna de meu amor próprio, ativo, neste lugar na Terra, a energia do amor, pois o maior bem de nossa querida Mãe Terra e toda a humanidade. 3 .- I, da guarda / na do pilar da minha própria unidade, ativo, neste lugar na Terra, a energia da unidade para o maior bem de nossa querida Mãe Terra e toda a humanidade. 4 .- I, da guarda / na do pilar da minha própria liberdade, a atividade desta parte da Terra, a energia da liberdade, para o maior bem de nossa querida Mãe Terra e toda a humanidade. 5 .- I, da guarda / na do pilar da minha própria sabedoria, ativo, neste lugar na Terra, a energia da sabedoria, para o maior bem de nossa querida Mãe Terra e toda a humanidade. 6 .- I, da guarda / na do pilar da minha própria felicidade, ativo, neste lugar na Terra, a energia da alegria, para o maior bem de nossa querida Mãe Terra e toda a humanidade. 7 .- I, pilar da guarda / na da minha própria paz, Ativo, nesta parte da Terra, a energia da paz, para o maior bem de nossa querida Mãe Terra e toda a humanidade. 8 .- I, da guarda / na coluna de minha própria vontade, ativo, neste lugar na Terra, a energia de harmonia, pois o maior bem de nossa querida Mãe Terra e toda a humanidade. 9 .- I, pilar da guarda / na da minha própria gratidão, ativo, neste lugar na Terra, a energia da gratidão, pelo bem maior da nossa querida Mãe Terra e toda a humanidade. 10 .- I, pilar da guarda / na da minha própria Verdade, Ativo, nesta parte da Terra, a energia da verdade, pois o maior bem de nossa querida Mãe Terra e toda a humanidade. Nós combinamos as energias dos 10 pilares da IGHLUZ para ativar todas as energias de: Luz, Amor, Unidade, Liberdade, Sabedoria, Alegria, Paz, Harmonia, Gratidão e Verdade, em colaboração com os nossos eus superiores, com todos os Seres de Luz sempre nos ajudando com os Devas e os Elementais desse lugar, e, o Grande Energia Cósmica Universal de Cristo, para o maior bem de nossa querida Mãe Terra e toda a Humanidade Alexiis Blog: http://alexiis-vozdelaluz.blogspot.com
DEARS BROTHERS AND SISTERS!! Each day come and take a few minutes of your attention and emanation of light to Gaia and so we have a stream of people pouring love and light to all mankind and Gaia! Only write in this box and know that every brother participates and the number of people sending their energy for our beloved planet! Kisses in the heart of each brother, lightworker! Gisele Merise

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

AS ESTRÊLAS DE MARIA-Parte 7

MA ANANDA MOYI





Aquela considerada a mais próxima das “Doze Irmãs ou Doze Estrelas” da Divina Mãe Maria (IS-IS).
Nirmala Sundari (em sânscrito,”Beleza Imaculada”, um nome adequado para uma mulher cuja beleza, tanto física quanto espiritual, era de tirar o fôlego) nasceu em 1896, em Kheora, Leste de Bengala,(hoje Bangladesh).
Na época de sua morte, em 1982, essa camponesa virtualmente iletrada seria reverenciada em todo o mundo como Anadamayi Ma, a Mãe Impregnada de Alegria.
Nirmala era lembrada por vizinhos e parentes como uma criança excepcionalmente alegre e luminosa – mas não especialmente inteligente.
A sua tendência de parar abruptamente todas as atividades e fixar os olhos abstratamente no espaço por longos períodos deixava os seus pais apreensivos.
A preocupação deles tinha começado no momento exato do seu nascimento, quando a criança recém-nascida não chorou.
Anos mais tarde, quando a sua mãe lembrou esse acontecimento alarmante, Nirmala reagiu:
- Por que deveria eu ter chorado? Eu estava olhando as árvores através das ripas da janela. (…)
Os seus pais contrataram o seu casamento com Bholanath; cinco anos depois, ela foi morar com ele.
Quando viu sua estonteante noiva, Bholanath deve ter se considerado o homem mais sortudo da terra.
De fato, ele tinha sido abençoado, mas não da maneira que esperava: a sua esposa recusava-se categoricamente a fazer sexo com ele.
A sua consternação transformou-se em horror quando ele acordou no meio da noite e encontrou Nirmala contorcendo o seu corpo no chão e emitindo sons estranhos e obscuros.
Ficou convencido de que ela estava possuída e consultou um exorcista.
Nem Bholanath nem Nirmala tinham treinamento religioso formal, e assim, na época, nenhum dos dois reconheceu que Nirmala estava assumindo espontaneamente posturas da Hatha yoga ou que as suas estranhas vocalizações eram, na verdade, mantras sagrados.
De 1918 a 1924, Nirmala desinteressadamente se observou passar pelos vários estágios da “sadhana”, a prática espiritual.
Desde o momento do seu nascimento plenamente consciente, quando ficou olhando as árvores, Nirmala aparentemente permaneceu no estado de “sakshin”, como é chamado o estado de testemunho lúcido na yoga.
- O que eu sou, sempre fui desde a minha infância – afirmou ela posteriormente. – Contudo, diferentes estágios da “sadhana” se manifestaram através deste corpo. A sabedoria foi revelada pouco a pouco; o conhecimento integral foi dividido em partes.
Nirmala – que nasceu vivenciando a unidade de toda a criação – achava surpreendente vivenciar o mundo aos pouquinhos e em partes, como faz o resto de nós.
O comportamento não – ortodoxo de Nirmala chocou a sua família muitas vezes durante a sua vida. Uma de tais ocasiões ocorreu quando ela se recusou a se curvar diante dos seus antepassados, um requinte social considerado imprescindível em Bengala.
Porém, Nirmala tinha ouvido uma voz lhe dizendo:
“Você não deve se curvar diante de ninguém. A quem você quer homenagear? Você é tudo.”
“Imediatamente compreendi que todo o universo era a minha própria manifestação. O conhecimento parcial deu lugar ao universal, e eu me descobri face a face com a Unidade que aparenta ser muitas coisas”.
Isto – o auge de todo o esforço místico – realmente seria uma façanha para qualquer pessoa, ainda mais para uma jovem que nunca tinha tido um guru.
Não era que o assunto de um guru ou guia espiritual não tivesse surgido. Os amigos que conheciam as inclinações espirituais de Nirmala encorajaram-na com veemência a buscar um mestre que a iniciasse formalmente na vida espiritual.
Ela foi até os pandits locais, mas nenhum estava interessado em ensinar uma camponesa pobre e iletrada.
Em 3 de agosto de 1922, numa ruptura total com toda a história da tradição religiosa hindu, Nirmala Sundari Chakaravarti se sentou e iniciou a si mesma.
A yoga ensina que o guru, o mantra que ele confere durante a iniciação, e o discípulo são, na realidade, uma única coisa.
Já estabelecida naquela realidade indivisível, Ananda Moyi Ma dramatizou esta unidade quando interpretou os papéis de mestre e de discípulo simultaneamente, com seu Eu superior conferindo o mantra ao seu eu inferior.
Assim, ela recebeu o mantra diretamente da divindade interior e tornou-se uma das poucas sábias do hinduísmo que, alcançaram a plena iluminação sem a ajuda de um guru.
Em 1922, Bholanath, o aturdido marido de Nirmala, tinha visto o bastante para concluir que sua esposa estava possuída por Deus. Tornou-se o seu primeiro discípulo.
Em 1924, ele e Nirmala se mudaram para uma casa de campo no estado de Shahbag e, enquanto Bholanath cultivava os jardins, Nirmala cultivava um número crescente de devotos. Uns foram atraídos pelos rumores de curas milagrosas, outros pela música.
A voz de Nirmala quando cantava as glórias de Deus, era sublime.
A população logo começou a chamá-la de Mãe do Mundo.
As palavras dessa mulher radiante surpreendiam os seus visitantes. Ela falava com autoridade sobre estados além do tempo e do espaço, como se os conhecesse intimamente.
“O tempo devora incessantemente. Tão logo a infância acaba, a juventude assume o seu lugar – uma engolindo a outra. Mas, na realidade, o surgimento, a continuidade e o desaparecimento ocorrem simultaneamente em um só lugar. Tudo é infinito; infinito e finito são, de fato, a mesma coisa. Em uma grinalda, há um único fio, embora haja lacunas entre as flores. São as lacunas que causam a carência e o sofrimento. Preenche-las é se libertar”.
Nirmala ensinava os seus extasiados discípulos a preencherem as lacunas com o amor a Deus e submissão à Sua vontade. Ela insistia em que Deus não era somente o criador do universo, mas também a essência do próprio ser da pessoa.
“A verdadeira natureza do homem – dê a isto o nome que você quiser – é o Eu supremo de tudo.”
Em 1924, Nirmala parou de se alimentar. Ela observou com desinteresse característico, que as suas mãos simplesmente não conseguiam levar o alimento à sua boca.
Pelo resto de sua vida, os devotos precisaram alimentá-la como a um bebê.
Em 2 de junho de 1932, à meia noite, Nirmala convocou um punhado de discípulos íntimos e fez uma surpreendente participação. Estava partindo. Por quê? Suplicaram seus devotos. Para onde ela iria?
Ela explicou que não sabia e partiu imediatamente.
Durante um ano, ela se estabeleceu em um templo abandonado de Shiva, perto de Dehradun, aparentemente se submetendo a severa penitência, mas, de fato, como ela mesma admitiu, permanecendo em uma inexprimível alegria.
De qualquer maneira, esse foi o último local no qual pode-se dizer que Anandamay-Ma morou. Depois disso, ela se mudou constantemente.
Em cada lugar em que parou, surgiram “ashrams” e instituições de caridade.

A “Mãe Saturada de Beatitude”

(Por Paramahansa Yogananda – Autobiografia de um Iogue)
Senhor, peço-lhe que não deixe a índia sem antes conhecer Nirmala Devi.
Sua santidade é intensa: ela é conhecida em toda a parte como Ananda Moyi Ma (Mãe saturada de Beatitude) – Minha sobrinha, Amiyo Bose, olhava-me suplicante.
- Sem dúvida! Quero muito ver esta santa mulher.
- E acrescentei: Tenho lido sobre o seu adiantamento da realização divina. Um artigo sobre ela apareceu há anos atrás na revista East-West.
Estive com ela – prosseguiu Amiyo. Ananda Móyi Ma visitou recentemente minha cidadezinha de jamshedpur. Instada pelas súplicas de um discípulo, ela foi à casa de um moribundo.
Permaneceu junto ao leito do agonizante e quando lhe tocou a testa com a mão, o estertor da morte cessou. A doença desapareceu no mesmo instante; com surpresa e alegria, o homem viu se curado.
Poucos dias depois, eu soube que a Mãe Beatífica estava hospedada em casa de um discípulo no bairro Bhowanipur de Calcutá. O Sr. Wright e eu partimos imediatamente da residência de meu pai naquela mesma cidade. Quando o Ford se aproximava da moradia de Bhowanipur, meu companheiro e eu presenciamos uma cena invulgar em plena rua.
Ananda Moyi Ma encontrava se de pé, num conversível de capota abaixada, abençoando uma centena de discípulos. Tudo indicava que ela ia partir dali.
O Sr. Wright estacionou o Ford a alguma distância e acompanhou-me a pé até a multidão silenciosa.
A santa lançou um olhar em nossa direção, desceu do carro e caminhou ao nosso encontro.
- Pai, o senhor veio!
- Com estas palavras de fervor, falando em bengali, ela pôs o braço em volta de meu pescoço e a cabeça em meu ombro.
O Sr. Wright, a quem eu acabara de dizer que não conhecia a santa, deleitava-se imensamente com esta extraordinária demonstração de boas vindas.
Os olhos de uma centena de chelas também estavam fixos, com certa surpresa, no afetuoso quadro vivo.
Eu percebera instantaneamente que a santa se encontrava em elevado estado de Samadhi. Esquecida de sua aparência externa como mulher, só tinha consciência de ser uma alma imutável; desse plano, saudava com júbilo um outro devoto de Deus.
Ela me conduziu pela mão ao automóvel.
- Ananda Moyi Ma, estou retardando a sua viagem! Protestei.
- Pai, estou me encontrando com o senhor pela primeira vez nesta vida, depois de séculos! disse ela. – Por favor, não me deixe ainda.
Sentamos juntos no assento traseiro do carro.
A Mãe Beatífica entrou logo em estado imóvel de êxtase.
Seus belos olhos ergueram-se em direção ao céu e estabilizaram-se, semi- abertos, sondando o Paraíso interno, tão distante e tão próximo.
Os discípulos cantavam suavemente: “Vitória à Mãe Divina!”

Encontro de Yogananda com Anandamayi Ma

Encontrara eu, na índia, muitos homens com a realização de Deus, mas nunca uma santa de tal sublimidade.
Sua face delicada tinha o brilho da inefável ventura que lhe valera o título de Mãe Saturada de Beatitude.
Longas tranças negras caíam livremente por trás de sua cabeça que nenhum véu recobria. Em sua fronte, um sinal vermelho de pasta de sândalo simbolizava o olho espiritual, sempre aberto em seu interior. Rosto pequeno, mãos pequenas, pés pequenos – que contraste com sua magnitude espiritual!
Fiz algumas perguntas a uma discípula próxima da santa, enquanto esta permanecia em transe.
- A Mãe Beatifica viaja extensamente pela índia; em muitas regiões, ela tem centenas de discípulos disse-me a chela. – Seus corajosos esforços permitiram a realização de muitas reformas sociais desejáveis.
Embora seja brâmane, a santa não reconhece distinções de casta.
Um grupo de discípulos viaja sempre com ela, cuidando de seu conforto. Nós temos de ser mães para ela, pois não toma conhecimento de seu próprio corpo.
Se ninguém lhe dá alimento, não come nem pede. Mesmo quando as refeições são colocadas à sua frente, ela não as toca.
Para evitar seu desaparecimento deste mundo, nós, os discípulos, a alimentamos com nossas próprias mãos.
Durante dias consecutivos, costuma permanecer em transe divino, quase sem respirar, e com os olhos imóveis. Um de seus principais discípulos é o marido.
Há muitos anos atrás, logo após o casamento, ele fez voto de silêncio.
A chela apontou para um homem de ombros largos, feições harmoniosas, cabelos compridos e barba grisalha, Ele se encontrava de pé, silencioso em meio ao grupo, as palmas das mãos unidas na atitude reverente do discípulo.
Emergindo de seu mergulho refrescante no Infinito, Ananda Moyi Ma focalizava sua consciência, desta vez, no mundo material.
- Pai, diga-me, por favor, onde é a sua morada. Sua voz era clara e melodiosa.
- Atualmente, em Calcutá ou Ranchi; mas, em breve, regressarei à América.
- América?
- Sim, uma santa hindu será ali muito estimada pelos que buscam a espiritualidade. Você gostaria de ir?
- Se o Pai me levar, irei.
- Esta resposta provocou alarme entre os discípulos que estavam mais perto.
- Vinte ou mais discípulos sempre viajam com a Mãe Beatifica disse me um deles, com firmeza. Não poderíamos viver sem nossa Mãe. Aonde ela for, iremos nós.
Abandonei meu plano, com relutância, pois ele adquiria proporções impraticáveis de crescimento espontâneo!
- Por favor, venha pelo menos a Ranchí com seus devotos – disse eu – ao me despedir da santa. – Você, que é uma criança divina, apreciará os pequeninos da minha escola.
- Quando o Pai me levar, irei com prazer.
Pouco tempo depois, a Vídyaláya de Ranchi engalanou-se para a prometida visita da santa. Os meninos aguardavam ansiosos qualquer dia de festa sem lições, mas com horas de música e uma refeição festiva para culminar!
- Vitória! Ananda Moyi Ma, ki jai! Este canto, reiterado por grupos de entusiásticas gargantas infantis, saudou a comitiva da santa ao cruzar os portões da escola.
Chuvas de flores de calêndula, címbalos a tinir, grandes búzios assoprados vigorosamente, e o tambor mridânga a rufar!
A Mãe Saturada de Beatitude vagou sorridente pelos terrenos ensolarados da Vídyaláya, sempre carregando dentro de si, o paraíso portátil.
- É lindo aqui – disse graciosamente Ananda Moyi Ma, quando a introduzi no edifício da sede.
Sentou-se a meu lado, com um sorriso de menina.
Dava a impressão de ser a amiga mais íntima e, no entanto, uma aura de distanciamento a envolvia sempre – o paradoxal isolamento da Onipresença.
- Por favor, conte-me algo de sua vida.
- O Pai já sabe de tudo; para que repetir? Ela sentia, evidentemente, que os fatos de uma breve encarnação nem sequer mereciam referência.
- Rindo, insisti delicadamente em meu pedido.
- Pai, pouco tenho a dizer. Ela estendeu as mãos graciosas em gesto de quem suplica perdão.
Minha consciência nunca se associou a este corpo temporário. Antes de vir a este mundo, Pai, “eu era a mesma”. Em menina, “eu era a mesma”.
Cresci e me fiz mulher, ainda “eu era a mesma”.
Ananda Moyi Ma, ao se referir a si mesma, não diz “eu”; usa circunlóquios      como “este corpo”, “esta menina”ou “sua filha”. Também nunca se refere a qualquer pessoa como seu “discípulo”. Com sabedoria impessoal, ela concede a todos, sejam devotos antigos ou recém‑vindos, o divino amor da Mãe Universal.
Quando a família na qual nasci, empreendeu ajustes para que este corpo casasse, “eu era a mesma”.
E agora, Pai, em sua presença, “eu sou a mesma”.
“Depois desta vida, embora, a meu redor a dança da criação se modifique nos salões da eternidade, eu serei a mesma”.
Ananda Moyi Ma sumiu-se em profundo êxtase. Sua figura adquiriu imobilidade de estátua; ela voara para seu reino, o do apelo eterno.
As escuras lagoas de seus olhos apresentavam-se mortas e vítreas.
Esta expressão costuma aparecer quando os santos removem sua consciência do corpo físico que não passa, então, de uma peça de argila sem alma.
Sentamos juntos durante uma hora, em transe extático. Ela voltou a este mundo com um pequeno riso de alegria.
- Por favor, Ananda Moyi Ma – disse eu – venha comigo ao jardim. O Sr. Wright vai tirar algumas fotografias.
- Pois não, Pai. – Sua vontade é a minha. – Seus olhos gloriosos retinham um imutável esplendor divino, ao posar para vários retratos.
Hora do banquete!
Ananda Moyi Ma cruzou as pernas sobre o cobertor que lhe servia de assento, tendo um discípulo junto ao seu ombro para alimentá-la.
A santa, parecendo criancinha, engolia obedientemente a comida que o discípulo lhe punha nos lábios.
Era óbvio que a Mãe Saturada de Beatitude não via diferença entre o molho de caril e as frutas cristalizadas!
Ao acercar-se o crepúsculo, a santa partiu, com sua comitiva, sob uma chuva de pétalas de rosa, enquanto com as mãos erguidas, abençoava os meninos.
Seus rostinhos expressavam iluminadamente, o afeto que ela despertara neles sem qualquer esforço.
“Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças proclamou o Cristo, “este é o primeiro mandamento”.
Rejeitando todo apego inferior, Ananda Moyi Ma jura fidelidade exclusiva ao Senhor. Com a lógica segura da fé, e jamais recorrendo às distinções excessivamente rebuscadas dos eruditos, a santa, em sua singeleza de menina, resolveu o único problema da vida humana – estabelecer unidade com Deus.
O homem esqueceu esta simplicidade absoluta, nublada hoje por mil complicações. Recusando um amor monoteísta ao Criador, as nações tentam mascarar sua infidelidade com o respeito escrupuloso ao culto exterior da caridade.
Estes gestos humanitários são virtuosos porque, durante um momento, desviam o homem da adoração de si mesmo, mas não o eximem de sua primordial responsabilidade na vida, “o primeiro mandamento” a que Jesus se referiu.
A edificante obrigação de amar a Deus é contraída pelo homem desde que ele respira pela primeira vez o ar concedido gratuitamente por seu único Benfeitor.
Após sua visita à escola de Ranchi, mais uma vez tive oportunidade de ver Ananda Moyi Ma. Alguns meses depois, ela e seu grupo esperavam por um trem na plataforma da estação de Serampore.
Pai vou ao Himalaia disse-me ela.
Pessoas bondosas construíram para nós um eremitério em Dehra Dun.
Assistindo ao seu embarque, maravilhei-me ao constatar que, fosse em meio à multidão, num trem ou num banquete, ou ainda sentada em silêncio, seus olhos nunca se desviavam de Deus.
Dentro de mim, ainda escuto sua voz, um eco de doçura imensurável:
- Veja agora e sempre unida ao Eterno, “eu sou sempre a mesma”.
ALFA



Localização: no meio da fronte, a 2 milímetros atrás da implantação da raiz dos cabelos.

Ponto de acupuntura: 24 Embarcação Governador

Corresponde a: AL

Acoplado a: OD

Triângulo elementar: FOGO (ponta superior)

Irmã associada a esse ponto: MA ANANDA MOYI






Nenhum comentário:

TESTE PSICOLÓGICO JAPONÊS

IMPRESSIONANTE TESTE PSICOLÓGICO JAPONÊS. Clique aqui: http://www.ociocriativo.com.br/trivias/pub/teste1.htm http://www.ociocriativo.com.br/trivias/pub/teste1.htm

ORAÇÃO AO GRANDE ESPIRITO

Oh! Grande Espírito, que criou tudo antes e que reside em cada objeto, em cada pessoa e em todos os lugares, nós acreditamos em Ti. Nós Te invocamos dos mais distantes lugares para nossa presente consciência. Oh! Grande Espírito do Norte, que dá asas às águas do ar e rola a grossa tempestade de neve antes de Ti. Tu, que cobres a Terra com um brilhante tapete de cristal, principalmente onde a profunda tranquilidade de cada som é maravilhosa. Tempera-nos com a força para permanecermos como parte da nevasca; sim, faça-nos agradecidos pela beleza que flui e se aprofunda sobre a quente Terra em seu despertar. Oh! Grande Espírito do Leste, a Terra do Sol Nascente. Tu que seguras em Tua mão direita os anos de nossas vidas e em Tua mão esquerda as oportunidades de cada dia. Sustenta-nos para que não esqueçamos nossas oportunidades, nem percamos em preguiça as esperanças de cada dia e as esperanças de todos os anos. Oh! Grande Espírito do Sul, cujo quente hálito de compaixão derrete o gelo que circunda nossos corações, cuja fragrância fala de distantes dias de primaveras e verões, dissolve nossos medos, transmuta nossas aversões, acenda nosso amor em chamas de verdade e existentes realidades. Ensina-nos que aquele que é forte é também gentil; que aquele que é sábio tempera justiça com piedade; e aquele que é um verdadeiro guerreiro combina coragem com compaixão. Oh! Grande Espírito do Oeste, a Terra do Sol poente, com Tuas elevadas e livres montanhas, profundas e extensas pradarias, abençoam-nos com a sabedoria da paz que segue a contenção e a liberdade de quem vive como túnica flutuante nas asas da vida bem - disciplinada. Ensina-nos que o fim é melhor que o começo e que o por do sol não glorifica nada em vão. Oh! Grande Espírito dos Céus, em dias de infinito azul e misturado às infindáveis estrelas da noite de cada estação, lembra-nos o quanto és imenso e bonito e majestoso além de todo o nosso conhecimento ou saber, mas que também não estás tão longe de nós, quanto o mais alto de nossas cabeças ou o mais baixo de nossos olhos. Oh! Grande Espírito da Mãe Terra sob nossos pés; Mestra dos metais; Germinadora das sementes e Celeiro de ocultos recursos da Terra, ajuda-nos a dar graças incessantemente pela Tua presente generosidade. Oh! Grande Espírito de nossas almas, que ardes há tempos em nossos corações e em nossas profundas aspirações, fala-nos agora e sempre de tudo que precisamos saber sobre a grandeza e bondade de Teus presentes para a vida, para sermos orgulhosos do inestimável privilégio de viver.

PODERÁ GOSTAR DE:

Textos espiritualista ,Esotéricos ...

PRECE SILENCIOSA



A oração Silenciosa é um reconhecimento de Tudo O Que É.
Nesta oração eu sei que tudo que eu evoquei foi ouvido pelo espírito e que me foi dado tudo aquilo que pedi.

É um reconhecimento de que minha alma é completa no amor e na graça de Deus.

É um reconhecimento de meu total estado de perfeição e de Ser. Tudo aquilo que desejo, tudo o que quero co-criar, já esta dentro de minha realidade.

Eu a chamo de Prece Silenciosa porque sei que meu ser já está realizado.
Não há necessidade de pedir nada ao espírito, porque tudo já lhe foi dado.

Em meu coração, eu aceito meu Ser Perfeito.
Eu aceito que a alegria que eu quis já esta em minha vida.

Eu aceito que o amor que rezei por ter já está dentro de mim.
Eu aceito que a paz que pedi já faz parte de minha realidade.

Eu aceito que a abundância que procurei já preenche minha vida.
Em minha verdade, eu aceito meu Ser Perfeito.
Eu assumo responsabilidade por minhas próprias criações,
E todas as coisas que estão dentro de minha vida.

Eu reconheço o poder do espírito que está dentro de mim, e sei que todas as coisas são como devem ser.

Em minha sabedoria, eu aceito meu Ser Perfeito.
Minhas lições foram cuidadosamente escolhidas por mim mesmo, e agora eu caminho por elas em completa experiência.

Meu caminho me leva em uma jornada sagrada com propósito divino.

Minhas experiências se tornam parte de tudo que há.

Em meu conhecimento, eu aceito meu Ser Perfeito.

Neste momento, eu me sento em minha cadeira de ouro e sei que sou um anjo de luz.

Eu olho sobre a bandeja dourada- o presente do Espírito e sei que todos os meus desejos já foram realizados em amor por mim mesmo, eu aceito meu Ser Perfeito.

Não faço julgamentos nem ponho fardos sobre mim mesmo.

Eu aceito que tudo em meu passado foi dado em amor.

Eu aceito que tudo neste momento vem do amor.
Eu aceito que tudo no meu futuro resultará sempre em amor maior.

Em meu ser, eu aceito minha perfeição.

E assim é

Arcanjo Miguel


CONSAGRAÇÃO AO ARCANJO MIGUEL

Eu me visto com a proteção do Arcanjo Miguel e desua Legião Angélica


Eu me visto com sua armadura de Luz e recordo-me,aqui e agora, que EU SOU UM SER DIVINO , Filho de Deus , e tenho ao meu dispor a fé e a fortaleza de Miguel para combater o bom combate contra ataques físicos e espirituais que procedem dos inimigos da Luz.

Eu me protejo com a Espada de Luz do Arcanjo Miguel e com ela corto todos os laços que querem me prender ao desespero, a depressão, ao desânimo , a doença , ao desemprego , ao sofrimento , a perseguições...(coloque aqui o que desejar combater).

Eu me renovo com a Luz Azul - Dourada do Arcanjo Miguel e me purifico com o poder da fé e da alegria que provém de seu amparo.

Eu, na condição de TRABALHADOR DA LUZ , me consagro hoje ao poderoso Arcanjo Miguel e com fé, confio em sua proteção e orientação espiritual todos os dias de minha vida.

Que as bençãos de Miguel e seus Anjos de Luz se derramem sobre meus caminhos e de todos os meus irmãos e irmãs que peregrinam na senda do Amor Incondicional e da Paz Divina.

Assim seja, com o Pai, o Filho e a falange do Espírito Santo. Amém!

(consagração ditada pelo Arcanjo Miguel para todos os que querem colocar-se sob sua proteção ).

Oração



A GRANDE INVOCAÇÃO

Do Ponto de Luz na Mente do Pai,
Flua Luz às Mentes dos Homens,
A Luz está na Terra.
Do Ponto de Amor no Coração do Pai,
Flua Amor aos Corações dos Homens,
Cristo está na Terra.
Do Centro onde a vontade do PAI NOSSO é conhecida,
Guie o propósito as pequenas vontades dos homens,
O propósito que os mestres conhecem e a que servem.
Do Centro a que chamamos Raça dos Homens,
Cumpra-se o Plano de AMOR e LUZ,

A LUZ, o AMOR e o PODER restabeleçam o
PLANO DO PAI NA TERRA!
A LUZ, o AMOR e o PODER restabeleçam o
PLANO DO PAI NA TERRA!
A LUZ, o AMOR e o PODER restabeleçam o
PLANO DO PAI NA TERRA!.

ORAÇÃO PELA PAZ NO MUNDO


Há Uma Paz, Um Poder, Uma Presença, que permeia e penetra em todo o Universo.
É uma Força de Deus. É a Fonte de toda a Existência.
Ela está ativa em todas as coisas.
Ela é uma Energia disponível a toda a humanidade e está presente agora, neste exato momento.

Eu compreendo agora que eu sou um pilar da Paz.
Eu sei que eu sou uno com este Poder. Esta Presença Gloriosa é o alicerce do meu ser.
Esta Energia Cósmica flui através de mim e me conecta com toda a Humanidade.

Eu escolho agora usar este imenso poder da minha mente para criar um mundo digno de todos nós.
Eu dirijo os meus pensamentos em direção à Paz, ao Amor, à Cooperação e eu posso ver todas as pessoas do mundo, unidas em uma Celebração Jubilosa da Vida.
Esta energia que eu libero, transforma este momento e toda a eternidade. As gerações que vierem, serão abençoadas com um mundo baseado na Paz.
Pois eu sei agora que a Paz começa comigo e é o legado legítimo para as Humanidades.
Um legado que eu vivo diariamente com todos os meus pensamentos, palavras e ações.

A Paz está aqui agora!
A Paz está aqui para sempre!

Eu agradeço por este momento sagrado de Paz. Eu agradeço por uma eternidade de Paz.
Eu agradeço pela minha família global que vive na Paz.
Eu agradeço pelos laços de amor que nos unem com força e coragem para criar o mundo dos nossos sonhos.

Um Mundo de Paz.

Um Mundo Amoroso.

Um Mundo Pleno de Infinitas Possibilidades.

Eu sou Uno com toda a Existência.
Eu sou Uno com a Fonte da própria Vida.
Eu sou Uno com a Presença da Paz e compartilho estas bênçãos com todo o mundo.

Eu sei que as minhas palavras são cheias de Verdade e de Poder e eu as libero à Lei Universal da Vida.
Eu sei que como eu o disse, assim será.

E assim é.

Paz. Paz. Paz.
Amém.

ORAÇÃO DIÁRIA DO GUARDIÃO DA CHAMA

ORAÇÃO DIÁRIA DO GUARDIÃO DA CHAMA

Uma chama é Ativa.
Uma Chama é Vital
Uma Chama é Eterna.

EU SOU uma Chama Divina de amor radiante
Que emana do Coração de Deus.

No Grande Sol Central
E desce do Mestre da vida!

O meu ser transborda agora com a suma Consciência Divina e a Percepção Solar dos bem-amados Hélios e Vesta.

Peregrino na Terra, avanço cada dia pelo caminho da Vitória dos Mestres Ascensos que me conduz à liberdade eterna pelo poder do fogo sagrado hoje e sempre, manifestando-se continuamente nos meus pensamentos, sentimentos e percepções, transcendendo e transmutando, todos os elementos terrenos nos meus quatro corpos inferiores e libertando-me, pelo poder do fogo sagrado,

Desses focos de energia corrompida, presentes no meu ser.

EU SOU libertado neste instante de tudo o que escraviza pelas correntes da chama divina.

Do próprio fogo sagrado, cujo efeito ascendente faz de mim Deus em Manifestação, Deus em ação, por ele guiado.

Eu Sou um só com Sua consciência!

EU Sou uma chama ativa!

EU Sou uma chama vital!

EU Sou uma chama eterna!

EU Sou uma centelha de fogo em expansão originada no Grande Sol central atraindo a mim agora todos os raios de divina energia de que necessito e que nunca pode ser qualificada pela criação humana e que me inunda da luz e da divina iluminação de mil sóis para que exerça o domínio e seja eternamente a suprema autoridade onde quer que eu esteja!

Onde eu estou, está Deus também.

Para sempre EU SOU um só com Ele intensificando a minha luz com o sorriso do seu esplendor,

A plenitude do Seu Amor a onisciência da Sua Sabedoria, e o poder da sua Vida eterna e o poder da Sua Vida eterna, que automaticamente me leva nas assas vitoriosas da ascensão, que farão regressar ao Coração de Deus do qual eu desci na verdade, para cumprir a sua Vontade e a todos manifestar a vida abundante!

ORAÇÃO PELOS ELEMENTAIS
Em nome da Minha poderosa presença do EU SOU
Vou Curar Milhões de Elementais na Terra

Amada e poderosa Presença do EU SOU, em nome do meu Santo Cristo Pessoal e pelo amor, sabedoria e poder da minha Chama Trina, invoco a ação transmutadora do fogo do meu ser, multiplicado pela Chama Violeta, multiplicada pelo fogo do Grande Sol Central e pelo Magneto do Grande Sol Central!
Invoco esta ação em prol de toda vida elemental, incluindo o meu elemental do corpo e os elementais dos corpos de todas as almas em evolução no planeta Terra.

Peço que a porção da Chama por mim invocada e tudo o que EU SOU possam agora curar milhões e milhões de elementais na Terra!
Decreto que isto aconteça em nome da minha própria Cristicidade, em nome de me tornar o Mestre Ascenso que serei e que já sou, pois a semente está encerrada dentro de si mesma e, a semente da minha poderosa Presença do EU SOU está comigo dentro do meu coração!
Portanto, dedico as porcentagens do fogo da minha corrente de vida permitidas pelos Senhores do Carma, à libertação de toda vida elemental.

Assim o declaro em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo e da Mãe Divina universal e aceito que isso se manifeste agora mesmo com pleno poder e com a benção dos Senhores do Carma.
Amém!

APELO E ORAÇÃO A SER REALIZADA NO MOMENTO DE CURA



Mestre Jesus Cristo, venho diante de vós, rogar a assistência de tuas sagradas mãos de cura e amor, para que as direcione em favor de ...(nome das pessoas as quais será direcionada a cura).

Que neste momento em suas vidas passam por debilidades em seus corpos de manifestação, nesse plano de re-educação da consciência.

Perdoai-os e curai-os. Pelos medos e escolhas que produziram as moléstias que os afligem nesse instante de suas jornadas.

Perdoai e curai todos os pensamentos desequilibrados que foram gerados em suas mentes,

Perdoai e curai todas as emoções desarmonizadas que foram geradas por seus egos,

Perdoai e curai todas as freqüências mal qualificadas que foram geradas por suas vibrações,

Perdoai e curai todas as suas ações e verbos que foram gerados pelos desequilíbrios de sua manifestação física,

E que produziram todo o mal que se materializou em seus corpos, trazendo as enfermidades e a redução de sua luz interior.

Mestre Jesus Cristo, utilizai-se de nosso amor e das pessoas que juntam-se a nós nesse momento e que entregam a frequência do amor como forma de doação e cura a esses irmãos, que sofrem de seus males nesse instante.

Que o espírito santo e as falanges dos anjos de cura desçam sobre cada uma dessas pessoas e cure e as abençõe.

Agora Mestre Jesus Cristo, que todos se encontram perdoados e curados, que as energias que os agrediam sejam direcionadas para os planos de luz de Deus Pai-Mãe, e lá, sejam requalificados na lei do Amor Uno.

Que vossas sagradas mãos toquem nas profundezas do coração da Humanidade curando-a para a glória de Nosso Senhor.

EU SOU A CURA
EU SOU O AMOR
EU SOU A CURA E O AMOR
CURANDO, CURANDO, CURANDO.

I